Close

OMS anuncia novo hub para inteligência pandêmica e epidêmica

Em 1º de setembro de 2021, a Organização Mundial da Saúde (OMS) inaugurou o hub para inteligência pandêmica e epidêmica

“Para melhor lidar com os riscos pandêmicos e epidêmicos, o hub para inteligência pandêmica e epidêmica da OMS fortalecerá a inteligência especificamente para pandemias e epidemias, buscando melhores dados, análises e decisões. Incorporado ao Programa de Emergências em Saúde da OMS e baseado em consultas a centenas de especialistas de diferentes disciplinas, setores e regiões, ele aproveitará o poder de convocação único da OMS em quase 200 países para promover soluções globais.”

Leia mais sobre o hub neste artigo científico, e também na página de perguntas frequentes do hub.  


Trecho extraído da página de perguntas frequentes:

Como funcionará o hub da OMS?

O hub da OMS fortalecerá a inteligência pandêmica e epidêmica por meio de melhores dados,  análises e decisões em todos os aspectos das emergências em saúde pública tanto em nível nacional quanto local.

 Como uma colaboração global de parceiros de vários setores, o hub da OMS permitirá que os inovadores criem ferramentas em conjunto e usem dados vinculados de que todos os países precisam para preparar, detectar e responder a riscos pandêmicos e epidêmicos. O hub da OMS impulsionará inovações para aumentar a disponibilidade e a vinculação de dados diversos, desenvolver ferramentas e modelos preditivos para análise de riscos, melhorar a tomada de decisões em saúde pública e monitorar medidas de controle de doenças e infodemias. O hub da OMS vai:

  • melhorar o acesso e a vinculação entre múltiplas fontes de dados necessárias para gerar sinais e insights sobre emergência de doenças, riscos, evolução e impacto;
  • desenvolver ferramentas de última geração para processar, analisar e modelar dados para previsão, detecção, avaliação e resposta;
  • conectar e catalisar instituições e redes existentes desenvolvendo soluções de surtos de doenças para o presente e o futuro; e
  • fornecer à OMS, aos nossos Estados-Membros e aos parceiros ferramentas colaborativas para fundamentar decisões cada vez mais rápidas sobre como lidar com sinais e eventos de surtos.

 

Todos os aspectos da inteligência pandêmica e epidêmica serão desenvolvidos e adaptados continuamente por meio da abordagem de inteligência colaborativa do hub, incluindo dimensões técnicas, de governança, éticas e outras. Para garantir que a demanda impulsione a inovação e leve a decisões personalizadas que atendam às necessidades específicas do contexto dos Estados-Membros, o hub da OMS facilitará a convergência de suas capacidades, aumentará as competências existentes e desenvolverá outras.

This site is registered on wpml.org as a development site.